quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Deus é o Suficiente?

Estávamos na Escola Bíblica Dominical e o tema da lição era “Atalhos: caminhos perigosos”. Discutíamos sobre como nos enganamos ao pegar “atalhos” em nossas vidas pensando em “encurtar” ou “facilitar” nossa tragetória em relação à um objetivo. 

 São Atalhos que aparentemente, abreviam o tempo das coisas mas acabam nos levando a lugares indesejados e sofridos. Bem escreveu Salomão: “Há caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte” PV. 14.12.

 A maioria dos atalhos que pegamos está relacionado à área financeira. Damos um jeitinho aqui e outro alí de “economizar”, e muitas vezes isso ocorre de maneira ilícita. Embora seja mais comum em situações relacionadas às finamças, este assunto se aplica todas as situações da nossa vida. 

Certa vez ouvi uma frase que me marcou profundamente: “Nós agimos como se Deus não fosse o suficiente para nos fazer prosperar, nos sustentar e cuidar de nós”.  É assim mesmo. No coração do ansioso, do avarento, do mentiroso e de muitos outros, Deus não é o suficiente. 

Deus diz: “Não estejais apreensivos quanto ao dia de amanhã”. Mas somos extremamente preocupados e ansiosos; Deus diz: “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos”. Mas nós? Nós queremos fazer justiça a nosso tempo e a nosso modo. Quando tomamos a direção e agimos do nosso jeito, é como se nosso subconsciente dissesse à Deus: “Eu resolvo por que Você não é capaz”. 

"Saiba que, Deus não é só um coadjuvante em sua vida. Ele é tudo que precisamos e muito mais do que merecemos, embora seja a solução que menos procuramos!"

By Hayra luciano.

Um comentário:

Belém disse...

Uauuu!! PARABÉNS HAYRA!! É desse jeito mesmo. Esquecemos que a solução está mais perto do que imaginamos, ou seja, dentro de nós!!